três passos para o lixo zero: reduza, reutilize e recicle

(eu, comprando pães com saquinhos de pano reutilizáveis)

Quando eu comecei as pesquisas sobre reduzir meu lixo, cheguei num dos blogs mais legais sobre o assunto, o Zero Waste Home. A Bea Johnson tem um mandamento dos 5 Rs: Recusar o que você não precisa, Reduzir o que você já tem, Reutilizar o que você consome, Reciclar o que você não consegue Recusar, Reduzir ou Reutilizar; e compostar (em inglês, Rot) o resto.
Eu fiz uma listinha parecida, mas mais focada nas coisas (porque foi o que fiz na minha vida num primeiro momento e não só foi tranquilo como foi super legal parar e olhar o que eu fazia) pra ajudar quem quer começar e não sabe por onde – e pra quem quer questionar o que faz e ver no que pode mudar.

1º: Reduza
– Desperdício de comida (o que tem na sua geladeira e armário que já está estragado?)
– Compras desnecessárias (de cosméticos, roupas, comidas, tudo mesmo)
– Produtos de limpeza (a gente não precisa de tantos produtos, troque por: vinagre, bicarbonato de sódio e sabão de coco)
– Cosméticos (nós sempre temos demais e usamos de menos; busque alternativas mais naturais que
são menos agressivas e geralmente também tem menos embalagens)

2º: Reutilize
– Tenha: guardanapos e sacolas de pano, talheres, hashis e um pote de vidro ou copo de alumínio na bolsa e dispense os descartáveis correspondentes a esses produtos.
Coletor menstrual (economia de muuuitos absorventes (não-recicláveis)/ano)
– Potes de vidro (multiuso: compras a granel, carregar água, pedir café, suco e outros líquidos sem ser num copo descartável)
– Compras a granel (levando seus próprios saquinhos ou potinhos, não gera nenhum lixo!)
Compras de 2ª mão (de roupas a eletrônicos, comprar algo usado é bem mais barato e aumenta a vida útil dos produtos)

3º: Recicle
Lave as embalagens antes de descartar (passe uma aguinha, simples assim)
– Separe o lixo reciclável (é só ter 2 lixinhos em casa!) e descarte na lixeira reciclável se morar em condomínio ou coloque no dia que passa a coleta seletiva (se não for no dia, não vale!)
– Tenha uma composteira em casa para o lixo orgânico!

Autor: Cristal Muniz

Cristal Muniz decidiu em 2015 que iria parar de produzir lixo e por isso criou o blog Um Ano Sem Lixo. Ao longo desses anos já deu várias palestras em escolas, universidades e eventos contando quais são os principais desafios e o que mudou na sua vida para alcançar o objetivo do lixo zero. Um ano virou uma vida e em julho de 2018 publicou o livro Uma vida sem lixo (Editora Alaúde), o primeiro livro sobre como ter uma vida lixo zero do Brasil.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

  • Olá!

    Estou gostando muito do seu blog.

    Você diz para levar saquinho para o pão ou pote de vidro para o que for comprar a granel. Eu acho a ideia ótima, porém o peso, principalmente do pote de vidro, é maior q de um saco plástico. Isso vai alterar o preço do que eu estiver comprando, o que não vai me deixar feliz e provavelmente o funcionário da loja vai reclamar e não topar.

    Como vc faz?

    Beijinho!

  • Oi Isabela, tem uma tecla que se chama 'tara' nas balanças e ela funciona assim: vc poe o pote vazio e ela dx o peso 0 com o peso dele, ou vc pode fazer o seguinte: pesa o pote antes e anota o peso e dps pede p descontarem na tara ou no sistema, mas isso deve ser conversado antes, pois tem lugares que aceitam e outros que não aceitam… Espero ter ajudado, bjs!