Como é minha rotina de autocuidado

Este post foi gentilmente patrocinado pela Mercur*

Você já deve ter visto por aí posts que falam de autocuidado, especialmente quando é sobre rotina de beleza. Eu acho bem importante que a gente fale disso, mas sem esquecer que cuidar de si pode ser muito mais que só passar um creminho no rosto. 

Mudar o estilo de vida para produzir menos lixo me fez observar mais eu mesma. Eu tive melhoras na saúde em trocar meus produtos de limpeza e cosméticos por versões naturais, como a rinite que diminuiu consideravelmente já que agora tenho pouco contato com sintéticos alergênicos. A disposição aumentou porque fui reduzindo as comidas processadas pela quantidade de embalagens que elas produziam para mais comidas naturais. A pele também respondeu tendo menos acne e menos sensibilidade ao parar de usar produtos com derivados de petróleo, detergentes agressivos e outras substâncias com vários efeitos ruins.

Todas essas coisas foram efeitos de repensar minhas escolhas de consumo, porque é inevitável que quando a gente compre menos a gente se preocupe menos com os objetos e mais com a vida. Gosto muito quando a Bea Johnson fala sobre isso, especialmente sobre trocar souvenirs de viagens por experiências. Será que aquele objeto vai ser importante e significativo tanto quanto um passeio maravilhoso que você pode tirar uma foto e guardar para sempre na memória?

Autocuidado para mim é se observar e praticar aquilo que te faz bem, física e psicologicamente. Todas as coisas normalmente são complementares, então o que faz bem pro corpo também costuma fazer bem pra cabeça em algum nível.

Fazer um carinho em si

Eu acho que ter uma rotina de beleza é um ritual de autocuidado, claro, mas principalmente porque a gente se encosta e, de certa forma, faz um carinho no rosto. Tem alguns massageadores pra isso, mas só a mão e algumas técnicas já são muito legais. Passar um óleo vegetal ou hidratante no corpo, no rosto, cuidar da pele pra mim é muito esse momento de carinho em você mesmo.

Outro carinho que gosto muito é usar bolsas térmicas quando tenho dores, especialmente cólicas menstruais (que passei a ter depois que coloquei o DIU de cobre há uns anos). Eu evito tomar remédio indiscriminadamente, claro, então opto por chás, óleos, massagens, pé quentinho (vou dar todas as dicas em breve só sobre cólica em um vídeo no iGTV!) e a bolsa quentinha é perfeita. 

A bolsinha é ótima pra usar nos ombros 🙂

Agora eu estou usando a bolsa térmica natural da Mercur que é feita de sementes que seguram a temperatura (você esquenta ou no micro-ondas por +-2min ou no forno por +-30min). Ela é super confortável porque a capa é de algodão, tem esse formato bonitinho de feijão que encaixa bem em diversos pontos do corpo e é claro, é um produto especial porque foi pensado para minimizar seu impacto. 

Essa bolsinha é feita de caroços do açaí Juçara, que seriam jogados fora e que são produzidos agroecologicamente pela Econativa. No processo do desenvolvimento dela, a semente escolhida pra aquecer a bolsa foi também uma opção que pudesse fazer alguma diferença, sabe? Antes esse caroço ia basicamente pro lixo porque não tinha uso (sobra muito da produção do açaí). Agora, as sementes vão pras bolsas e isso garante mais interesse dos produtores em manter a atividade que ajuda a preservar a Mata Atlântica por ser um manejo sustentável (sem desmatar, a palmeira precisa da floresta pra produzir) e mais renda para os produtores continuarem seu trabalho.

O algodão que reveste a bolsa também é agroecológico: produzido de forma manual, respeitando a terra, sem agrotóxicos, pela Justa Trama. É muito importante apoiar esse tipo de produção, especialmente agora que estamos vendo um discurso de que o algodão do agronegócio é “sustentável”.

Bolsa quentinha é bom pra cólicas, pra colocar na lombar ou no pescoço quando estamos com aquela dorzinha de tensão (gosto muito de colocar nas costas pra esquentar os ombros nesse frio), pra acalmar o coração quando estamos tristes.

Esse carinho pode ser usando a bolsa em um momento de dor para evitar o uso de um remédio e prevenir um problema mais grave ou ser só um abraço quentinho enquanto você lê um livro ou vai dormir. Você pode potencializar esse cuidado pingando 2 gotinhas de óleo essencial de lavanda (calmante), capim-limão (acolhedor) ou laranja doce (energizante) na bolsa logo depois dela esquentar para que o oe seja dispersado mais intensamente. 

Fazer exercício físico

Você pode canalizar suas energias e liberar os hormônios que dão prazer enquanto melhora a atividade do seu coração, ganha força e flexibilidade, respira, se diverte. O mais importante do exercício seja ele qual for é pensar que ele está fortalecendo seu corpo para evitar doenças, dores, etc. 

Dormir bem

Nem preciso dizer, né? Saia do celular e vá dormir numa hora decente pra ter um descanso de verdade. Pra ajudar no sono você pode pingar uma gotinha de óleo essencial de lavanda na palma da mão, esfregar bem e respirar – repita até “acabar”. Esse OE tem propriedades calmantes que vão te ajudar a pegar no sono, ficar mais tranquilo, relaxar.

Comer direito

Eu comecei a ter aulas todas as noites (estou fazendo cursinho pré-vestibular) e isso bagunçou o meu dia. Tenho mostrado lá nos stories minha organização das comidas da semana: normalmente separo domingo para preparar itens básicos (arroz e feijão), comidas para o lanche das aulas (bolinhos doces ou salgados em porções individuais) e algumas outras coisas que possam agilizar o dia a dia (molho de tomate e sopa congelados).

Pra mim é essencial comer bem e ter comida pronta e feita em casa (sem grandes preocupações de calorias, nutrientes, etc desde que seja comida de verdade e variada) e assim economizo muito tempo.

Como são as sementes do acaí juçara.

Marcar um almoço ou café com um amigo querido

Manter as relações queridas por perto também é cuidar de si, porque as pessoas queridas fazem parte do nosso dia, certo? Marque um encontro com alguém regularmente, mesmo que seja um café rapidinho. Você pode por um lembrete no calendário pra lembrar de convidar alguém toda semana.

Fazer um passeio pra ficar perto da natureza 

Às vezes tudo o que a gente precisa é olhar pro horizonte, pra umas árvores, fazer uma trilha e ficar longe das telas por umas horas. Nossos olhos e cérebro agradecem. Eu gosto de passear com as cachorras porque me permite olhar pro mar, respirar um ar, sentir o vento no rosto e rir das palhaçadas delas.

Quais são seus momentos de autocuidado? Comenta aqui pra gente trocar ideias! <3


* Essa publicação faz parte de um desejo que a Mercur tem de conversar com as pessoas sobre assuntos que considera importante. Atuando sempre em função das pessoas, a Mercur propõe ajudá-las no desenvolvimento do seu bem-estar tendo como base o compromisso institucional de unir pessoas e organizações para construir encaminhamentos e criar soluções sustentáveis. A empresa busca estar presente em diálogos significativos que promovam reflexões sobre o mundo em que vivemos. Fique à vontade para acompanhar os seus canais: Portal MercurFacebookTwitterYoutube, Instagram.

Autor: Cristal Muniz

Cristal Muniz decidiu em 2015 que iria parar de produzir lixo e por isso criou o blog Um Ano Sem Lixo. Ao longo desses anos já deu várias palestras em escolas, universidades e eventos contando quais são os principais desafios e o que mudou na sua vida para alcançar o objetivo do lixo zero. Um ano virou uma vida e em julho de 2018 publicou o livro Uma vida sem lixo (Editora Alaúde), o primeiro livro sobre como ter uma vida lixo zero do Brasil.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

  • Tenho buscado incluir mais ações de autocuidado nos meus dias: cuidar da hidratação (por dentro e por fora!), dormir bem, não levar coisas de trabalho para casa, fazer caminhadas ao ar livre sempre que possível, ouvir música que faz bem para minha alma, passar menos tempo em tela, principalmente à noite… a alimentação é algo que estou voltando a regular, e recentemente me apaixonei pelos óleos essenciais! Uso em várias ocasiões e compartilho com os amigos. 🙂

  • O caroço de açaí é lindo, né? Aqui pelo Pará, mais especificamente Belém, que é onde eu moro, eles são muito utilizados na produção de biojoias de todos os tipos e fica a coisa mais perfeita :^)

  • Ai, Cristal, como é importante o seu trabalho!!! Ler seus textos é um refresco <3 e nos dá super ideias totalmente fáceis de serem adotadas. Obrigada por tanto. Bjs

  • Que delícia o post!
    Tento separar pelo menos um dia da semana pra fazer um spa day at home.
    Passo uma máscara ou óleo de coco no cabelo, uma argila no rosto, e por aí vai… é realmente uma sensação muito boa!