Como não desperdiçar comida no dia-a-dia

Foto de Ella Olsson no Pexels

Você sabe se planejar pra comprar, sabe guardar sua comida da melhor forma pra cada tipo de comida, mas ainda assim sempre sobra alguma coisa na geladeira, sempre tem alguma coisa estragada pra jogar fora. Ainda mais estando em quarentena, fazendo compras bem grandonas pra um grande período de tempo, é fácil a gente não saber manejar bem as comidas. Por isso eu separei algumas dicas pra diminuir o desperdício de comida:

Na dúvida, congele

Vale para: um restinho de comida que você não acha que vai comer essa semana de novo, uma fruta que tá muito madura, um legume que tá chegando no limite pra ser usado. No congelador as comidas duram mais tempo e você ganha dias pra se organizar e descobrir o que vai fazer ANTES de aquilo de fato estragar e você jogar fora. Pra saber como congelar comida usando potinhos de vidro, clique aqui.

Pesquise mais ideias

Sobrou só meio brócolis e meio repolho na geladeira de uma receita que você sabe fazer e agora não tem a menor ideia de como usar esses dois ingredientes. Minha dica é: pesquise por ingrediente. Eu adoro pesquisar no site Panelinha, da Rita Lobo, mas também uso o Presunto Vegetariano, o da Bela Gil, o Veganana. São sites que confio que as receitas vão funcionar e, normalmente, me dão ideias de usos dos ingredientes que eu jamais ia pensar sozinha porque nunca fiz.

Cozinhe o que estraga primeiro, antes, claro

Eu sei que escrevendo e lendo isso parece bem óbvio. Mas você comprou um montão de comida. O que estraga antes? Tomates frescos ou palmito em conserva? Goiaba ou maçã? Se você tem um pouquinho de experiência com as comidas, sabe que tem coisas que são mais sensíveis (dica: cascas finas = mais sensíveis) e estragam mais rápido e, portanto, pode priorizar esses ingredientes nos primeiros dias, garantindo que eles não vão estragar. Se você não quiser comer naquela hora, congele.

Foto de cottonbro no Pexels

Organize e planeje

Por mais que eu goste de cozinhar e comer o que estou com vontade no dia (e essa vontade varia bastante!), é super importante ter o mínimo de planejamento. Eu gosto de listar as comidas que tenho, organizar pela ordem de vencimento / prazo pra comer e aí elencar receitas que utilizem esses ingredientes. Assim, eu consigo usar tudo o que eu tenho e fazer receitas bem gostosas. Muitas vezes eu cozinho, mas coloco direto no congelador, porque não quero comer naquele momento, mas o meu eu do futuro sempre fica feliz de lembrar que tem feijão, strogonoff ou alguma outra coisa prontinha pro dia que tenho preguiça de cozinhar (eles existem!).

Faça o dobro

Você vai usar seu tempo pra cozinhar, vai ter comprado os ingredientes pra aquela receita, por isso: faça o dobro. Assim você come hoje a porção pensada pra hoje e garante uma sobrinha pra outro dia. Preparos que precisam de uma finalização como lasanhas, empadões, gratinados, etc, podem ser congelados assim, antes dessa etapa final. Aí, no dia, 1h de forno (o pote precisa ser próprio pra isso, alguns de vidro são!) e você tem uma comida caseira, gostosa e saudável te esperando.


Gostou dessas dicas e quer mais informações pra desperdiçar menos comida, gerar menos lixo na hora de comprar comida, dicas para armazenar seus alimentos para eles durarem mais tempo sem precisar usar descartáveis? Eu estou preparando um ebook só sobre esses assuntos. Se você quiser receber primeiro e por email quando ele estiver pronto, é só se inscrever aqui:

Author: Cristal Muniz

Cristal Muniz decidiu em 2015 que iria parar de produzir lixo e por isso criou o blog Um Ano Sem Lixo. Ao longo desses anos já deu várias palestras em escolas, universidades e eventos contando quais são os principais desafios e o que mudou na sua vida para alcançar o objetivo do lixo zero. Um ano virou uma vida e em julho de 2018 publicou o livro Uma vida sem lixo (Editora Alaúde), o primeiro livro sobre como ter uma vida lixo zero do Brasil.

Deixe um comentário para Giovanna Quaresma Cancelar resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.