O que eu vou fazer com papel higiênico?

Esse foi um dos tópicos que mais li sobre na internet pra saber o que fazer e que mais me perguntam também.

Em muitos outros países as pessoas simplesmente jogam no vaso, como a Lauren e a Bea. Aqui no Brasil quase ninguém faz isso. De acordo com vários sites e lugares (aqui e aqui), o ideal seria jogar no vaso quando se tem tratamento de esgoto, e no lixo comum se não tem tratamento de esgoto. O resumo é que o papel se dissolveria rápido suficiente pra não entupir o encanamento, vira matéria orgânica e vai ser tratado com o resto do esgoto. Mas, se não há tratamento, a contaminação da água seria pior que empilhar os papéis num aterro, onde ele leva cerca de 20 anos pra se decompor.

O difícil é que aqui no Brasil, de acordo com uma pesquisa do IBGE de 2008 (a mais recente) só temos rede de tratamento de esgoto adequada em 55% dos municípios do país. Ou seja, quase metade do país não trata o esgoto e joga direto na rede fluvial ou mar. Além disso, nossa rede de encanamentos não é adequada porque não foi pensada para isso e tampouco os papéis que usamos, que não se dissolvem facilmente. Ou seja: essa não é uma alternativa pra maioria das pessoas que não pode fazer seu encanamento e ter um tratamento adequado de esgoto em casa.

Pensei em colocar o papel na composteira no começo do projeto, mas desisti porque na vermicompostagem (a com minhocas e que eu uso) o composto não é esterilizado porque o processo não acontece com calor. Nesse caso, as bactérias patogênicas que vivem na gente e estão no papel poderiam sobreviver e nos contaminar, caso a gente usasse esse húmus pra plantas comestíveis. Por isso essa não é a melhor alternativa pra quem mora em apartamento também.

Então cheguei a conclusão de que ao invés de lidar com o papel depois de usá-lo, seria melhor parar de usá-lo. Instalei uma ducha higiênica no banheiro e me lavo toda vez que vou ao banheiro. Para me secar, uso toalhinhas de bunda como a gente chamou lá no Instagram. Vou colocando pra lavar conforme vai sujando (não suja tanto porque a gente se lava com a ducha) e uma vez por semana lavo tudo na máquina com meu sabão líquido natural.

Parece simples e fácil, né? Também é recomendado por ginecologistas, lavar ao invés de usar papel. 😉 Ou seja, menos lixo ruim e mais saúde. Além de economizar o dinheiro do papel.

E se eu morar em casa?

  1. Você pode continuar usando papel higiênico e jogar ele no vaso se seu encanamento suportar. Mas o ideal é fazer isso se você tiver algum tipo de tratamento de esgoto (seja ligado na rede municipal, seja alternativo).
  2. Também dá pra fazer uma composteira e colocar o papel lá. Mas aí, nesse caso, você precisa fazer em um lugar que pegue muito sol (pode ser enterrado ou dentro de um pote/tonel escuro). O calor vai esterelizar o composto e ele poderá ser usado em hortinhas com segurança. É a mesma lógica dos banheiros secos.

E se eu morar em apartamento?

  1. Eu não recomendo jogar no vaso sanitário, porque em prédio os encanamentos geralmente são mais fáceis de dar problema. Além de não ser sustentável como falei ali em cima.
  2. Ou você faz como eu e para de usar o papel, instalando a ducha higiênica.

Ufa! Problema resolvido 🙂

Autor: Cristal Muniz

Cristal Muniz decidiu em 2015 que iria parar de produzir lixo e por isso criou o blog Um Ano Sem Lixo. Ao longo desses anos já deu várias palestras em escolas, universidades e eventos contando quais são os principais desafios e o que mudou na sua vida para alcançar o objetivo do lixo zero. Um ano virou uma vida e em julho de 2018 publicou o livro Uma vida sem lixo (Editora Alaúde), o primeiro livro sobre como ter uma vida lixo zero do Brasil.

Deixe uma resposta para Otto Hebeda Cancelar resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

  • uma maneira de economizar papel (mas ficar limpo) que descobri é fazer o número 2 antes do ir pro banho, e lavar com a água do banho ao invés de papel.
    fazer o número 1 no chuveiro também, mas isso imagino (espero) que todo mundo faça.
    parabéns pela iniciativa, cristal 🙂

  • acho que o meu comentário não foi enviado 🙁
    Não acredito que queimar o papel seja uma boa opção. Se você queimar todo o seu lixo, você realmente estará resolvendo o seu problema de produção de lixo. Porém estaria jogando na atmosfera CO2. Só haveria assim a troca de um problema por outro.

  • Oi, Otto! Eu acho que o CO2 produzido na queima do papel que eu utilizo deve ser muito menos prejudicial pro meio ambiente que jogar ele direto nos rios e mares ou descartar num aterro sem tratamento adequado. Proporcionalmente acho que o impacto é menor, mas quero achar alguma pesquisa ou alguém que saiba me dizer se vale a pena mesmo. Mas também me preocupo com essa questão 🙂
    Obrigada pelo comentário!

  • As únicas opções que vêm na minha cabeça imediatamente quando se trata desse assunto são o chuveirinho no banheiro que também é bem mais prático pq se formos tomar banho todas as vezes que vamos no banheiro só jesus, haja água! Inclusive estou com esse projeto de instalar aqui em casa em Janeiro e tbm aquela descarga q gasta menos água. Mas para quem não se adapta a esse sistema tbm têm a opção do papel higiênico orgânico..

  • No Japão o papel é jogado no vaso, mas isso porque o material do papel é um pouco diferente e dissolve fácil. 🙂

    Excelente o seu blog e sua iniciativa.

  • pois é, essa é uma questão difícil mesmo. já ouvi falar que o ato de jogar ou não o papel no vaso depende do TIPO DE PAPEL HIGIÊNICO. alguns podem, outros não.
    mas é uma coisa que preciso pesquisar melhor também.

    quando vc encontrar uma solução milagrosa, compartilhe com a gente 😀

  • oi Cristal,

    não se deve jogar o papel usado no vaso, mesmo onde existe tratamento de esgoto, pois irá entupir o encanamento. Aqui no Brasil, geralmente, o diâmetro da tubulação é pequeno, pois trata-se apenas o que realmente é "esgoto" (água de torneiras/vasos/chuveiro, etc. A água de piscinas e da chuva que "cai" nas calhas e na rua, por exemplo, é escoada em outra tubulação. Essa geralmente vai para os rios). Então, como a tubulação tem um melhor diâmetro, mesmo o papel sendo mais fácil de se "dissolver", imagina todo mundo jogando neste mesmo encanamento de tamanho pequeno…pois é, vai entupir.

  • Oi, anônimo. Esqueci de adicionar no post que não temos estrutura adequada aqui no Brasil, realmente. É uma combinação de falta de estrutura dos encanamentos, não ter tratamento de esgoto e o papel não ser preparado para dissolver rapidamente.

  • Conversei com uma amiga que é jornalista na Sanepar (empresa de saneamento aqui do Paraná) e ela disse que jogar no vaso é a melhor opção. A empresa só não enfatiza isso porque as pessoas se empolgam e aproveitam para jogar absorventes e embalagens em geral, também e isso gera muito mais trabalho para eles.
    Há uns 4 meses só tenho descartado no vaso e/ou usado ducha. Só maravilhas, por enquanto 🙂

  • Na verdade isso não é beeeeem assim. No Brasil não temos tratamento de esgoto em todas as casas, a rede não é adequada pra jogar papel e o papel não é adaptado pra dissolver rapidamente e não entupir. A ordem geral é não jogar mesmo. Mas o ideal seria esse método em questões ambientais, tanto que muitos países são assim.

  • Bom, eu tenho uma conhecida que usava toalhinhas de pano para enxugar o xixi, depois ela só lava.
    Não sei se isso é muito higiênico mas fica aí a dica.

  • Aqui em Portugal praticamente todos pomos o papel higienico na sanita, normalmente em sítios públicos que possam entupir está um aviso a pedir que se deixe no balde. Actualmente quase todas as casas já têm ligação à rede de esgotos e depois a ETAR (estação de tratamento de água residuais) onde se limpa/descontamina a água antes de ser devolvida aos oceanos ou rios. Por acaso cá em casa não temos ligação ao esgoto, porque é uma casa isolada, então temos fossa, a qual vai acumulando, volta e meia tem de ser despejada e a solução certa é pagar para a virem esvaziar e essa água ser levada para uma ETAR. Mas sei que grande parte das vezes não funciona assim, porque as fossas têm fugas, etc, etc, mesmo o sistema de esgotos às vezes falha.

    Mas bem o que eu dizer era que não consigo deixar de usar papel higiénico, claro que quando vou tomar banho aproveito e não me limpo e faço directo, mas no dia-a-dia é complicado. Em Portugal quase todas as casas de banho têm bidé (não sei se aí existe) o que é uma óptima solução para a pessoa se lavar logo a seguir, mas sobretudo nesta altura que estou grávida e faço xixi a toda a hora, estar sempre a despir-me para me lavar a seguir não me parece grande solução.

    Então a minha solução é usar apenas o papel higiénico mínimo, sinto-me seca na mesma. Como uso muito pouco eles desfaz-se quase automaticamente, aliás às vezes não despejo o autoclismo para poupar água e na vez a seguir já mal se vê o papel anterior. Mas uso papel higiénico folha simples e reciclado, ou seja já bastante fino, logo degrada-se muito bem.

    Aproveito para convidar a ver o meu blog, também sobre lixo, mas outra perspectiva.

  • Também acho. Se eu for tomar banho todas as vezes em que vou ao banheiro, a agressão e irresponsabilidade com o meio ambiente, com a falta de água etc, vai ser gigante! Bebo MUITA água, moro em um lugar muito quente (Ceará) e devo ir ao banheiro pelo menos umas 8x por dia (só pelo xixi). Costumo usar a ducha porque sinto que o papel higiênico agride muito a região, mas fora de casa é mega complicado mesmo…

  • Oi, Sónia!
    Nossa, demorei pra te responder. Aqui no Brasil temos tratamento de esgoto em menos da metade das casas nas cidades. É super preocupante 🙁 E a ordem geral é não colocar o papel no vaso, justamente porque quando temos estrutura ela não é muito boa. Imagino que o papel daí seja feito pra de desfazer rapidamente, diferente do nosso que entope os vasos facilmente.

    O que eu falei da ducha não era tomar um banho, e sim um chuveirinho como os bidês que você falou (acho que foi um problema entre nossos jeitos de falar hehe).

    Vou ver seu blog sim! Beijo.

    • Oi Cristal, quero começar a fazer isso, mas fiquei com algumas dúvidas. Você usa algodão como tecido? Você deixa os tecidos em alguma solução especial antes de lavar? A lavagem precisa ser em água quente ou passar a ferro antes de usar novamente? Seu blog é muito legal, comprei os livros também e assinei a newsletter no catarse. Lindo trabalho!

      • Ois! Eu uso toalhinhas (era uma toalha de rosto e cortei em 4 pedaços) e lavo eles separado. Deixo de molho um pouco, dou uma esfregadinha e depois coloco na máquina pra um ciclo curtinho. Não uso nada de especial, minha máquina também não tem mais muitas funções. 🙂

  • oi Cristal, descobri o blog ontem e estou muito empenhada em diminuir meu impacto no planeta através do lixo zero, até porque descobri que já fazia muitas das coisas.

    sobre papel higiênico: já morei em muitos municípios no meu estado (RJ) e sempre joguei papel no vaso, acho muito esquisito quando vou em uma casa em que não se joga no vaso. meu marido não usa papel higiênico e sim a ducha, o que ajuda pois eu sou a única descartando papel no vaso aqui em casa. mas mesmo morando com a família (éramos quatro) nunca entupia por causa do papel.

    abraços

  • eu estava em um site a pouco que dizia de uma ducha que se acopla ao vaso… era um site americano, mas dê uma pesquisada em sites como leroy merlin…sei lá, quem sabe encontra! 🙂

  • Então Cristal, o Otto tem razão, um processo de incineração feito sem o devido cuidado é um perigo para a pessoa que vive no apartamento e também para a poluição do ar… vamos pedir ajuda de algum profissional para isso, ok? 😉

  • voce esta enganado. as normals dizem prara usar o tubode 100mm para o esgoto e saída da privada. Se o tubo for conforme a norma nao entope. Pode entupir por muito cabelo no esgoto mas nao por papel higienico. Nao ha registro de entupimento por papel higienico., salvo tubo fora do padrao ou tubo foi amassado ficando pequena apassagem

  • De onde você tirou essa informação, Jeferson? Em vários sites de várias empresas de esgoto de algumas cidades que vi diziam que não se devia jogar papel higiênico no vaso, causando entupimentos, diferente do que você diz.

  • Oi flor!
    Adorei o blog!!
    Esse lixo de papel de banheiro já eliminei da minha vida justamente com a ducha higiênica!
    Mas uma solução, mais viável do que queimar este lixo, seria enterrá-lo! O papel higienico se decompoe rapido, a terra come tudo! É a forma de menos risco de contaminação.
    Obviamente NÃO se enterra absorvente descartável (mulherada, já existem muitas opções para não gerarmos mais este lixo) e fraldas descartáveis (usemos mais fraldas à moda antiga mamães!! Nossos filhos não merecem acumular o carma de milhares de fraldas descartáveis jogadas em lixões,enquando deveriam ser incineradas).
    Boa sorte para nós neste movimento de grande mudança de sentimentos, hábitos e condutas!!

  • Cristal, de onde você tirou a informação de que o papel higiênico demora 20 anos para se decompor num aterro? Procurei, procurei e não encontrei no Google.

  • Você está considerando que ele irá para o aterro num saco plástico? Nesse caso desprezar num saco biodegradável seria uma boa solução?

  • Oi Cristal. Tô curiosa, vc usa só a água pra lavar a ppk na hora do xixi? E o paninho fica lá no banheiro durante a semana toda? Tô com medo de infecção urinária e desequilíbrio do pH da ppk por lavá-la várias vezes

  • Bom dia, Cristal. Eu reduzi drasticamente minha produção de lixo. Os resíduos orgânicos da cozinha vão para a composteira, nos banheiros as duchas higiênicas dispensam o uso de papel. Mas tenho dúvidas sobre o que fazer com o lixo da limpeza da casa. Por exemplo, o resíduo da aspiração do chão, cabelos, etc. Isso ainda tenho destinado aos aterros, ensacado em plástico. Há alguma alternativa mais sustentável? Estive pensando em usar sacos de lixo de papel para esse fim. O que você faz? Abraços

  • Nem sempre da pra instalar uma ducha. Não precisa tomar banho gente. Abre a torneira, enche um baldinho, entra no box, joga a água nas partes íntimas e depois joga o resto da água no box. Ou você pode usar a mangeirinha do chuveiro e jogar rapidamente agua nas partes íntimas.

  • Oi Cristal, vc já achou algum artigo & pesquisa que estime qual impacto é menor, de queimar o papel de banheiro ou joga-lo no lixo convencional? Gostaria de achar essa informação também!

    • O papel higiênico normal também é biodegradável, mas isso não significa que isso seja a solução porque ele acaba indo pro aterro de qualquer forma. 🙁

  • Gente e se criarmos uma peça separada (uma caixa ou balde) tampada com água para jogarmos o papel ali dentro. Assim ele dissolverá no seu tempo e após jogamos o resto no vaso (é uma ideia, não fiz isso, então não sei como ficaria). Mas imagino que ajude e com a tampa não correrá risco do cheiro invadir a casa.. O que acham???

    • Quando a gente coloca água, as bactérias se proliferam mais rapidamente. Acho que pode ser perigoso de contaminação, apesar de ser uma ideia bem simples e boa mesmo!